Deixa eu mexer no verbo.

Venho lendo os panfletos, posts, cartazes, cantos e gritos dos últimos meses. É um verdadeiro mar de desejos que ocupa as ruas, muitas vezes de forma pacífica, muitas vezes de forma dura.

Como trabalhei por anos com redação publicitária, passei muitas horas da minha vida revendo e pensando em pequenas frases. Aprendi com grandes cabeças as minúcias de poucas palavras, a raridade de achar gemas que surgem do encontro de três verbetes do dicionário.

E nos slogans dos protestos, quando não vem o verbo querer (como em “queremos hospitais padrão fifa”) vejo sempre a repetição ensurdecedora do verbo ter. Não temos isso, não temos aquilo, não temos aquilo outro.

Fico pasmo. Ninguém admite que é mal-educado. Mas acha que tem que ter mais educação. Ninguém fala que é doente. Mas acha que tem que ter mais saúde. Ninguém fala que é corrupto. Mas acha que tem que ter mais transparência. E isso é gravíssimo aos olhos de um redator como eu, que entende o tipo de distância estabelecida nesse discurso.

Vamos nos retirando da nossa realidade com esse afastamento. Viramos meros pedintes de um Estado que tem que nos dar. E transferimos aos outros (os “ricos”, a classe política, etc) a responsabilidade pela nossa prática. É uma formulação infantil, perigosa e anti-democrática; que com certeza enfraquece os participantes desses movimentos como sujeitos.

Enquanto querer ter saúde não significar querer ser mais saudável, enquanto querer ter mais educação não significar querer ser mais lúcido, enquanto querer ter mais participação não significar querer ser mais engajado, essas críticas irão e virão como obras públicas abandonadas depois das épocas de eleição.

O que está a nosso alcance imediato é a nossa prática. Já advoguei nesse blog por uma política mais subjetiva e por uma auto-crítica, mas custa pouco repetir.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: